Carla Dias

 
conversa entre menina e mulheres
para minha avó, anita

antes da ave-maria
sair do rádio am
o perfume do feijão sendo cozido
invade a sala
onde assisto
a emília deixar sem graça
quem não sabe sorrir
quem nunca quis ter um tantinho
de pó de pirlimpimpim
minha avó
fogão à lenha
ela cozinha o jantar
ela reza tão baixinho mas eu escuto
sempre escuto o que ela não quer contar
tenho acesso ao seu coração partido
à religiosidade dos seus pedidos de proteção
àqueles que aprendeu a amar
ave-maria cheia de graça
eu que te chamo pra dançar
ao lado das garças que brincam entre elas
no sítio imaginário
dos prédios em construção
que invadem o céu
e abafam a beleza da lua
ave-maria cheia de graça
eu te convido à minha casa
pra jantar feijão e reza
e me contar sobre os milagres engavetados
benzer a água
exorcizar a água do pecado
dar de beber à minha avó
o bálsamo
que ela busca nas preces
eu te empresto um dos quartos
e você pode ficar ave-maria
vou te chamar pra uma conversa
de menina injuriada com a tristeza
que vê no olhar de quem a conforta
nos finais de tarde da infância
e a ensina a ter piedade
essa menina que já sente falta
sem saber do quê
que se comove com quem não sabe ver beleza nos quintais
e não corre por eles
alimentando a imaginação de deuses
e anjos
e flertando com árvores carregadas de frutos
bendito é o fruto do vosso ventre
e bendita é a paz
dona maria
ave e anita
que a gente sente
um pouco antes de o sonho acabar
quando ainda há uma réstia de esperança
de não deixar pra trás a lembrança
como se ela fosse filme
guardado pra ser assistido mais tarde
e minha avó deixa que eu experimente
do feijão e do sorriso dela
não me lembro dos seus olhos
mas não esqueço da companhia
dona ave-maria
emília e anita me ensinaram
a cortejar a felicidade
e hoje
mulher nem sempre adulta
filha da pungente saudade
enamoro a magia da poesia
crio minhas próprias fantasias
mas sei quem existiu feito benção
na vida de menina que nasceu pronta
pra se jogar com intensidade às redenções
benditas são entre as mulheres
emília
ave-maria
anita
 
Do "Livro das Confissões".